Promoção

Tecendo o Chamado de Atena e Aracne – atividades em oficinas desenhadas para o segmento idoso

R$ 79,90 R$ 59,90

Tecendo o chamado de Atena e Aracne: atividades em oficinas desenhadas para o segmento idoso
Novo livro da Portal Edições

Sônia Fuentes apresenta a todos que trabalham com idosos um Caderno de Atividades contendo 30 oficinas detalhadas para aplicação imediata. Enumera todo o material a ser utilizado, orienta o ritual para a ação e os desafios que promoverão alegria, bem-estar, vivacidade, vitalidade, socialização e uma melhora considerável na memória e cognição dos participantes.

Todas as atividades foram testadas com idosos do Centro-Dia “Pasárgada”. A experiência envolveu jovens do Projeto Quixote que atuaram como agentes socioculturais, ou seja, a autora trabalhou com dois grupos vulneráveis, numa experiência intergeracional, na qual todos cresceram com as atividades.

Nas palavras da autora: “A preocupação em tecer, criar atividades produtivas às pessoas idosas, vem tocando esta pesquisadora profundamente há muitos anos. O envolvimento com esse processo, na pesquisa e práticas com a temática da velhice e do envelhecimento, permitiu que se fosse concretizando o desejo de produzir algo diferenciado, adequado às competências das pessoas idosas”.

“A pretensão, vale pontuar, é que esse Caderno de Atividades não esgote outras possibilidades de trabalho com os velhos, que funcione como gatilho para a criação de atividades diferentes, inéditas, que não seja visto como mais um modelo ou cartilha, mas um material que enriqueça o dia a dia do idoso, fazendo-o ganhar interação com profissionais e residentes nas instituições.”

“As atividades no formato de Oficinas aqui propostas são de aplicação geral, não exclusiva aos velhos, mas com adequação a outros segmentos: crianças, jovens ou adultos. Oferece-se, para tal, certo grau de facilidade em seus procedimentos, mas que seriam modificadas conforme o público-alvo, representando sempre novos desafios.”

O livro é grande no formato, letra e espaçamento para favorecer a leitura. Esta é a nova marca da Portal Edições, livros fáceis de ler e com conteúdo inovador. Pequeno só no preço, confira.

Comparar
Categoria:

Descrição

 

SUMÁRIO:

 

Apresentação

Prefácio

Oficina 1: Subjetividade e memória

Oficina 2: Memória das sensações

Oficina 3: Mobilizando significados

Oficina 4: Emoções sonoras

Oficina 5: Pausa para uma brincadeira

Oficina 6: Dança sênior

Oficina 7: Criando uma narrativa imaginária

Oficina 8: Exploração de significados sonoros

Oficina 9: Os significados criados pelos órgãos dos sentidos

Oficina 10: Da convivência com um cão

Oficina 11: O equívoco do fuxico

Oficina 12: Explorando a caixa lúdica

Oficina 13: Provérbios – compreendendo seus significados e histórias

Oficina 14: Hábitos, rotinas e roteiros

Oficina 15: Cesto de conversa

Oficina 16: Lendas e parlendas

Oficina 17: A hora e a vez da mágica

Oficina 18: Mandala – A roda da vida

Oficina 19: Nem só de dominó vivem os avós – jogos criativos

Oficina 20: Mundo – vasto mundo

Oficina 21: Teatro itinerante

Oficina 22: Era uma vez uma tenda de circo

Oficina 23: Panela de barro – fogão e imaginação

Oficina 24: Planejando um evento social

Oficina 25: Rir – o melhor remédio

Oficina 26: Quebrando a cuca – Desafios de memória e cognição

Oficina 27: Pintura coletiva sobre uma porta – um ato criativo

Oficina 28: Convite à Paignia, a deusa da diversão

Oficina 29: Desafiando rotinas da vida

Oficina 30: Mãos que amassam e amansam – do pão à argila terapêutica

 

 

 

Características do Produto:
PESO: 0,460 Kg
I.S.B.N.: 978-85-69350-17-0
ALTURA: 23,00 cm
LARGURA: 23,00 cm
PROFUNDIDADE: 2,00 cm
NÚMERO DE PÁGINAS: 256
IDIOMA: Português
ACABAMENTO: Brochura
CÓD. BARRAS: 9788569350170
ANO DA EDIÇÃO: 2018
AUTORAS: Sônia Azevedo Menezes Prata Silva Fuentes e Flamínia Manzano Moreira Lodovici

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.

Você também pode gostar de…

Promoção

Envelhecer com Fibromialgia: a dor como companheira

R$ 69,90 R$ 49,90

A vivência profissional como assistente social e colaboradora do Instituto de Medicina Física e Reabilitação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, além da trajetória acadêmica e de pesquisadora fortemente associada aos aspectos relacionados ao envelhecimento, levaram a autora a questionar, refletir e mergulhar nas profundezas da dor na tentativa de compreender e apontar saídas para quem sofre com essa doença “invisível”.

A fibromialgia, uma dor que se instala no corpo e permanece, tem características peculiares. Acomete principalmente as mulheres. Provoca impacto negativo no cotidiano das pessoas. Compromete a capacidade de desenvolver atividades rotineiras e manter relacionamentos saudáveis. Muitas vezes afasta a pessoa do trabalho e a leva ao isolamento.

A autora revela que a dor, qualquer dor, quando não controlada, torna-se crônica e assume a forma de um “ente” que invade, toma conta do corpo e da alma de forma lenta e insidiosa, transformando o dia a dia de quem a carrega no desafio de Sísifo, aquele que leva sua dor para cima e para baixo sem esperança de cura.

Promoção

Depressão e Perdão: a pastoral do itinerário pessoal e coletivo rumo a um bom envelhecer

R$ 69,90 R$ 49,90

Envelhecer é um desafio, mas envelhecer bem é um desafio ainda maior. Nós não somos preparados para envelhecer, pensamos que seremos eternamente jovens e acreditamos piamente que apenas os outros envelhecem e um dia seremos agraciados com a fonte da eterna juventude. No mundo real não é bem assim. Os problemas do dia a dia vêm sobre nós a todo instante e somos confrontados com a nossa realidade, ou seja, com nossos limites. Quando nos damos conta, parece que a vida não tem mais sentido!

Vivenciar a experiência do envelhecer é se dar conta que essa jornada começa no momento em que somos concebidos. Neste exato momento tem início o processo do envelhecimento. Por isso, seria importante que durante a nossa infância, adolescência e juventude nos perguntássemos: “como trato o idoso que carrego aqui comigo?”.

Sim, nós não envelheceremos a partir do momento em que completarmos 60 anos de idade (ou 65 nos países desenvolvidos, conforme a Organização Mundial de Saúde – OMS). O processo do envelhecimento é inexorável, irreversível, mas não é uma doença, é próprio da vida, que nos faz crescer se nos permitirmos viver intensamente cada fase. E envelhecer é algo idiossincrático, isto é, próprio de cada indivíduo, não existe uma fórmula que possa ser aplicada a todos.

Este livro apresenta algumas técnicas que podem ser aplicadas a pessoas de qualquer idade, mas sobretudo seriam importantes para as pessoas com mais idade, como no caso da personagem do livro, Maria, que se deixa ser ajudada e, aos 50 anos, revê seus fantasmas e tira fardos das costas. Faz isso com o intuito de ter uma melhor velhice, mas acreditamos que não é preciso esperar tanto tempo para se conseguir.

Promoção
Veja sua lista de desejos!

O Envelhecer Diante da Ameaça de Morte e do Desejo de Vida – uma reflexão Bergmaniana

R$ 69,90 R$ 49,90

“Ao nos vermos diante da morte e ao mesmo tempo desejando a vida, nos deparamos com o silêncio do Divino. Chamamos, mas ninguém responde. É quando nos percebemos finitos, com nossos respectivos prazos de validade prontos para, a qualquer momento, expirar.”

Luciana Mussi, doutora em Psicologia Social pela PUCSP, apresenta esta reflexão no seu novo livro: O Envelhecer Diante da Ameaça de Morte e do Desejo de Vida: uma reflexão Bergmaniana.

O livro é um mergulho no documentário A Ilha de Bergman, no qual o diretor, Ingmar Bergman, então com 88 anos, revê sua vida e os mais de 60 anos dedicados ao cinema.

A autora recorre também às reflexões do filósofo romana Cícero sobre o envelhecer e a trajetória de transformação da deusa grega Deméter para propor a seguinte reflexão: o remédio para as dores da vida sentidas na velhice particular de cada um seriam suas lembranças?

Quem curte cinema, estuda e se preocupa com o envelhecer encontrará neste livro uma leitura leve, agradável, intimista e profunda, pois o cinema, entre todas as artes, de acordo com o filósofo francês Edgar Morin, é a que mais se aproxima da experiência humana e de suas questões existenciais como vida e morte.

Veja sua lista de desejos!