Exibindo 1–12 de 37 resultados

2020: O Ano em que o Mundo se Afetou 434p

R$ 54,90

2020 não será esquecido facilmente pois, na prática, foi o ano da Covid-19. O coronavírus, camuflado, convidado pelo governo a entrar e se espalhar pelo Brasil, pula o Carnaval, faz festa à vontade, deixando para mostrar sua verdadeira face a partir de março, quando começa a ceifar vidas e não para mais. Porém, como se vivêssemos em outra dimensão, o governo manteve as fronteiras abertas para o vírus, precaução zero. A ideia era que só velhos e fracos morreriam, pessoas que não fariam falta. O medo se instalou entre as pessoas-comuns, especialmente, entre os mais velhos. Mas, para presidente, tratava-se apenas de uma gripezinha. Ele e seus ministros pregavam contra o uso de máscara, o confinamento e a vacina. Mais de 400 mil mortes teriam sido evitadas se levassem o vírus a sério. Mas, para eles, velhos e fracos já iam morrer mesmo, portanto, além de não fazerem falta, ajudam a amenizar as contas da Previdência.

Nesse clima de terror, o curso de Narrativas da Contemporaneidade, previsto para ocorrer presencialmente no CEUMA – Centro Universitário Maria Antônia – ligado a USP, se viu ameaçado, mas uma proposta de migrar para o ambiente online foi analisada e aprovada. Depoimentos profundos e apaixonantes, de pessoas que conviveram de perto e até contraíram o vírus, de quem se isolou de verdade para se resguardar e resguardar quem ama, traduz, nesta publicação, a importância das oficinas – que podem ser estendidas a todas as atividades on-line – para o grupo manter a sanidade mental e superar um ano muito difícil. O resultado fará você rir e chorar, porque não dá para ficar indiferente ao que ocorreu em 2020.

60+ Direitos, Desafios e Perspectivas 430p

R$ 49,90

Esta coletânea traz a questão social do envelhecimento, diretivas antecipadas de vontade, vulnerabilidade social, violência institucional, cuidados, saúde pública em instituições de longa permanência, percepção do idoso sobre o envelhecimento, incontinência urinária e sintomas depressivos, saúde mental, sexualidade, cognição, quedas, nutrição, Doença de Alzheimer, cuidados paliativos, atividade física, entre outros. É enorme o desafio da gerontologia moderna em propiciar as melhores condições a esse contingente humano, que hoje tem vida mais longa, para não ser apenas extensa, mas desfrutada e intensa. Hoje a sociedade enfrenta vários desafios para se ajustar diante da imensidão de pessoas que envelhecem. Segmento novo ao qual se exige proporcionar saúde, educação, trabalho, segurança, participação, autonomia, independência, cultura, lazer, cidadania, liberdade, dignidade, respeito e convivência familiar e comunitária.

Devem ser oferecidos recursos indispensáveis para facilitar-lhes a vida e, assim, participar e desfrutar da sociedade em que vivem. Os artigos escritos por diversos autores, com profundo conhecimento sobre temas relacionados ao envelhecimento humano, destinam-se a todos os profissionais que lidam com idosos e à comunidade em geral. Congratulo-me com os organizadores. Tenho a mais absoluta certeza que será extremamente útil para todos os que se preocupam com o inexorável processo de envelhecimento e que desejam que ele seja bem-sucedido.

 

Newton Luiz Terra

Médico Geriatra

 

A Pessoa Idosa na Cidade de São Paulo 568p

R$ 64,90

Esta obra, intitulada A pessoa idosa na cidade de São Paulo: subsídios para a defesa de direitos e controle social, desnuda os territórios do envelhecimento na cidade de São Paulo por diversas lentes, e dá continuidade à reflexão tratada na coletânea “Longeviver, Políticas e Mercado: Subsídios para profissionais, educadores e pesquisadores”. Insiste, assim, no compromisso da PUC-SP de desvendar a sociedade que envelhece no Brasil, visando também auxiliar conselheiros, organizações de representação e defesa dos direitos da pessoa idosa, além de profissionais, pesquisadores, docentes, discentes e educadores, de diferentes setores e áreas, a conhecerem a realidade da pessoa idosa na cidade de São Paulo.

Contexto em que uma série de questões sociais, econômicas, culturais e políticas ainda não foi equacionada, constatando-se a crescente necessidade de pesquisa, divulgação, discussão e formação que, por meio das diferentes linguagens e mídias, tornem acessível o conhecimento para o fortalecimento da função do controle social. Afinal, a participação das pessoas idosas exige o seu fortalecimento na garantia de uma velhice digna.

Promoção

COMBO: 2 livros com propostas de atividades para idosos

R$ 84,90

2 Livros:

Tecendo – 30 Oficinas para o Segmento 60+

    • Sônia Fuentes apresenta um livro em forma de Caderno de Atividades contendo 30 oficinas detalhadas para se trabalhar com o público 60+. Enumera todo o material a ser utilizado, orienta o ritual para a ação e os desafios que promoverão alegria, bem-estar, vivacidade, vitalidade, socialização e uma melhora considerável na memória e cognição dos participantes.

Dinâmicas de Grupo para Idosos – Atividades que Estimulam e Divertem

    • O livro apresenta 35 atividades para familiares e profissionais que atuam com pessoas idosas, todas testadas no dia a dia, pois as autoras se dedicam há anos ao estudo e prática profissional na universidade e em Centro Dia e ILPI (Instituição de Longa Permanência).
Promoção

COMBO: 3 livros com propostas de atividades para idosos

R$ 110,90

3 Livros:

Tecendo – 30 Oficinas para o Segmento 60+

    • Sônia Fuentes apresenta um livro em forma de Caderno de Atividades contendo 30 oficinas detalhadas para se trabalhar com o público 60+. Enumera todo o material a ser utilizado, orienta o ritual para a ação e os desafios que promoverão alegria, bem-estar, vivacidade, vitalidade, socialização e uma melhora considerável na memória e cognição dos participantes.

Dinâmicas de Grupo para Idosos – Atividades que Estimulam e Divertem

    • O livro apresenta 35 atividades para familiares e profissionais que atuam com pessoas idosas, todas testadas no dia a dia, pois as autoras se dedicam há anos ao estudo e prática profissional na universidade e em Centro Dia e ILPI (Instituição de Longa Permanência).

Poética da Velhice – 32 propostas de atividades

    • Cristiane T. Pomeranz, arteterapeuta com mestrado em gerontologia, apresenta um livro delicioso, uma obra de arte em forma de crônicas do cotidiano a partir do seu viver e da interação com idosos, muitos deles com Alzheimer. Cada crônica, além de propor uma atividade prática, tem uma ilustração na forma de desenho que pode ser pintada.

Corpo e Velhice: Tecendo Novos Arranjos 358p

R$ 54,90

Preço inclui: Livro (358p) + E-book (com fotos coloridas)

A experiência de envelhecer com um corpo sentido e tratado como deficiente em um contexto social que valoriza e estimula a eficiência dos corpos tem suas particularidades. O livro propõe um olhar à singularidade presente na multiplicidade da existência humana. Para tanto, a ótica escolhida foi a de mulheres amputadas em processo de envelhecimento no contexto da reabilitação, através de abordagem qualitativa de intervenção por meio da técnica de Patchwork, visando investigar os significados de saúde, reabilitação e velhice para elas. A resistência da velhice que rompe com os ideais contemporâneos de um corpo capturado pelo discurso biomédico ocorre pela via da potência da arte na costura de tecidos e, principalmente, na invenção da própria vida. Suas expressões, discursos e produções revelam uma saúde que não é ausência de doenças tampouco completo bem-estar, mas que escapa à lógica da produtividade e utiliza-se da doença para aumentar a força de Vida. Ao invés de reforçar o pensamento dominante do olhar restrito ao diagnóstico, optamos por experimentar a tessitura de fios que entrelaçam histórias, afetos, intensidades, devires, encontros. Afinal, o que compõe um corpo?

 

Curatela: Perguntas e Respostas 154p

R$ 39,90

A Curatela traz consigo muitas dúvidas. Por intermédio de perguntas e respostas, o livro busca esclarecer algumas delas, que são comumente recebidas pela Autora ao longo da sua jornada profissional. Sem preocupação com normas acadêmicas, o texto tem como objetivo esclarecer pontos sobre a Curatela da maneira menos técnica e mais clara possível.

O presente trabalho é dividido em cinco tópicos: 1. Conhecimentos Iniciais; 2. Conhecimentos sobre o/a Curador/a; 3. Conhecimentos sobre o/a Curatelado/a; 4. Noções Gerais sobre a Ação da Curatela; 5. Prestação de Contas na Curatela.

Dinâmicas de Grupo para Idosos – Atividades que Estimulam e Divertem 140p

R$ 44,90

Formato Especial 23 x 23

O livro apresenta 35 atividades para familiares e profissionais que atuam com pessoas idosas, todas testadas no dia a dia, pois as autoras se dedicam há anos ao estudo e prática profissional na universidade e em Centro Dia e ILPI (Instituição de Longa Permanência). A experiência mostra que a diminuição da velocidade de processamento dos idosos acarreta dificuldade, principalmente na aprendizagem de novas tarefas. As dinâmicas ajudam em todos os sentidos.

Muitas vezes os grupos são compostos por pessoas que já apresentam comprometimentos cognitivos, por isso as dinâmicas foram se adaptando para alcançar todos os participantes. De acordo com o perfil do seu grupo, faça seus ajustes também; familiares, idem.

Vale ressaltar que, para leigos ou profissionais que iniciam um trabalho, o tempo de realização das dinâmicas não deve ser fixado, o que deve ser breve são as instruções, devendo ser segmentada sempre que possíveis, favorecendo a execução conforme apresentada, tipo, começamos assim, agora vamos fazer assim etc.

De maneira geral, o livro traz cada atividade bem definida: objetivo; materiais; procedimentos. Para auxiliar, cada dinâmica tem um desenho ilustrativo de página inteira e, no final da publicação, outros tantos que serão utilizados nas dinâmicas, ou seja, você não terá que sair pesquisando por figuras, elas estão todas no livro para serem xerocadas, recortadas e usadas.

A ideia dos desenhos é auxiliar, mas você verá que é também um convite irresistível para quem gosta de pintar. Quem atua apenas com um familiar, maravilha, pode pintar e bordar. Porém, ele foi pensado para ser xerocado conforme for sendo apresentada as atividades. Neste caso, o idoso, de posse da sua xerox, pode pintar e, assim, ir se familiarizando com os objetos. Além de ser uma atividade prazerosa, pois os desenhos são muito especiais e feitos pensando nisso, facilitará a execução da atividade em seguida. Se deixar para pintar depois, será uma atividade complementar maravilhosa.

O livro é muito especial e, com certeza, os participantes vão se apaixonar e desejar cada um ter o seu, personalizado, o que seria o ideal, assim evitaria as xerox que acabam saindo o preço do livro. Comprando dois tem 10% de desconto e a partir de três, 20%.

Envelhecimento Artivo 462p

R$ 54,90

Envelhecimento Artivo – um envelhecimento ativo ancorado nas artes – é um livro que apresenta a pessoa idosa sob uma perspectiva diferente, abordando-a por um prisma histórico, em devires. Esse olhar se faz presente tanto nos referenciais teóricos nos quais a autora busca aportes – e aqui Vigotski é bastante importante – como em suas atividades práticas – docente nas aulas de teatro e literatura. Como resultado final em sua arte de narrar – a autora é uma contadora de histórias – vemos pessoas desfilando sob nossos olhos buscando aprendizagens, vivendo diferenças, superando dificuldades… uma práxis que se desdobra numa reflexão que insiste em defender a ideia de que as pessoas – destacando-se a pessoa idosa – têm sempre a possibilidade de ressignificar suas experiências, vivenciar a velhice com charme e elegância, em uma temporalidade própria, com uma afetação peculiar, exercitando a imaginação, criando novas alternativas e perspectivas…

 

Promoção

Envelhecimento com Dependência: Cuidados e Cuidadores de Idosos 302p

R$ 49,90

Este livro apresenta um corpo de conhecimentos originados das dissertações e teses orientadas pela Dra. Úrsula Karsch, profissional competente e comprometida, pesquisadora astuta, atenta ao detalhe, inquisitiva, dedicada, exigente, mas sempre acolhedora. Este grupo de pesquisadores/autores do Grupo de Pesquisa Epidemiologia do Cuidador da PUCSP, sob sua coordenação durante 15 anos, torna seu edificante trabalho um legado de valor inestimável na área do Envelhecimento Humano sob a perspectiva multifocal e interdisciplinar: saúde, políticas públicas, família e sociedade, humanismo e legislação, são alguns dos temas que se fazem presentes nesta obra. Parabéns, Úrsula Karsch! Fica-me a certeza do compartilhamento por tantos dos seus ideais e ideias postos nesta importante publicação.

Alexandre Kalache

Fios da Meada e Colcha de Retalhos (2 Livros) 470p

R$ 49,90

DOIS LIVROS EM UM: FIOS DA MEADA E COLCHA DE RETALHOS

Há muito tempo Cremilda e Sinval Medina planejavam escrever um livro a quatro mãos que não seguisse o modelo de inúmeros trabalhos sem fronteiras de autoria. Surgiu assim a ideia de reunir em um só volume duas obras ao mesmo tempo autônomas e inseparáveis, que não se tocam, mas se comunicam como círculos concêntricos em um espelho d´água. Ou como os fios da meada se entrelaçam na colcha de retalhos. São artigos, crônicas e ensaios, textos saborosos, férteis reflexões a partir de obras com as quais dialogam ao longo de 370 páginas.

Cremilda Medina, além de orientar alunos de doutorado na ECAUSP, dirige oficinas de escrita para pessoas idosas na USP60+ (antiga UATI – Universidade Aberta à Terceira Idade) e oferece também um curso de narrativas no Espaço Longeviver ligado ao Portal do Envelhecimento.

Saiba mais sobre Cremilda Medina acessando o link https://revistalongeviver.com.br/index.php/revistaportal/article/view/810/869

Intergeracionalidade: Cartas na Mesa 430p

R$ 54,90

 

Atividades, projetos e programas intergeracionais têm se multiplicado dentro e fora do Brasil desde os anos 90. Partem da percepção que a aproximação de velhos e jovens pode se constituir como resposta ao distanciamento, ou até mesmo aos conflitos, entre gerações. Comumente compostas por atividades lúdicas e culturais, essas ações são voltadas para a coeducação e a solidariedade etária, mas também podem ocorrer em trabalhos voluntários e militantes, adquirindo mais fortemente um caráter político. Nesse caso, podemos ter gerações trabalhando ombro a ombro em prol da comunidade, como é o caso das comissões intergeracionais em programas comunitários, como os que ocorrem com mais frequência em países como Inglaterra e Alemanha. O tempo dirá sobre a eficácia de tais iniciativas.

 

O ideal é que no futuro, ações dessa natureza não sejam mais tão necessárias, na medida em que recuperarmos o vigor da vida comunitária (se o recuperarmos). As perspectivas desses programas são promissoras, ajudam a aproximar pessoas, diminuindo a desconfiança, a prevenção, o preconceito. Mas é preciso reconhecer que tais programas não são panaceias, pois não têm o poder de revolucionar as relações sociais. É preciso lembrar que as dificuldades do diálogo intergeracional devem ser compreendidas no contexto maior das relações humanas no mundo em que vivemos. Portanto, em última instância, o bom convívio entre pais e filhos, avós e netos, enfim, de velhos e moços dentro e fora de uma família, depende da transformação das estruturas econômicas e de suas superestruturas políticas. Inegavelmente, tal processo de transformação passa pela educação das novas gerações, desde a mais precoce idade.