Exibindo 13–24 de 46 resultados

Cartilha: Ageísmo e a Prática Profissional da/o Psicólogo

R$ 0,00

O Grupo de Trabalho Psicologia, Envelhecimento e Velhice (GTPEV), vinculado à Comissão de Saúde do Conselho Regional de Psicologia 3ª Região Bahia (CRP-03) tem desenvolvido ações que dialogam com a necessidade de as/os psicólogas/os pensarem em novas formas de atuação junto à pessoa idosa. Para o mês de outubro de 2021, as atividades do GTPEV foram articuladas a partir das informações do Relatório Técnico “Levantamento de dúvidas e dificuldades da/o psicóloga/o no atendimento às pessoas idosas no estado da Bahia”, publicado no site do Conselho. Esse relatório é um documento que busca colaborar na identificação de demandas no cotidiano do trabalho com pessoas idosas e informações relevantes para orientação, normativas, resoluções, educação e treinamento.

O relatório demonstrou a necessidade de construção de materiais que possam orientar a categoria profissional no âmbito do trabalho com pessoas idosas e sobre as perspectivas de uma prática crítica. Esta cartilha surge nesse cenário, tratando-se de uma das ações do GTPEV em outubro de 2021.

É crucial que psicólogas/os repensem práticas e colaborem com a (ou para a) construção de um movimento para mudar a narrativa em torno da idade e do envelhecimento. Todos nós temos um papel a cumprir nesse cenário, uma vez que estamos todas/os envelhecendo.

 

Como está no nosso site de livros, é só clicar em « comprar » aqui embaixo para realizar o download, mas não se preocupe, o site não pede nenhuma informação de pagamento!

Cartilha: Direitos da Pessoa Idosa

R$ 0,00

O Caderno Pedagógico “Meus, Seus, Nossos Direitos”, consiste num material didático produzido por um grupo de extensionistas da Universidade Estadual de Alagoas – UNEAL e contém informações e atividades sobre os direitos fundamentais da Pessoa Idosa extraído de dez artigos do Estatuto do Idoso, Lei nº 10741/2003, a saber: Direito à Vida, à Liberdade, à Dignidade e ao Respeito, à Alimentação, à Saúde, à Cultura, ao Esporte e ao Lazer, à Educação, à Previdência, à Assistência Social, à Habitação e ao Transporte.

Cada capítulo versa sobre um direito e uma atividade pedagógica relacionada a este. São exercícios de leitura, escrita, comunicação oral, desenho, pintura, entre outras estratégias didáticas, sendo todas bem dinâmicas e desafiadoras.

Conhecer os direitos com certeza ajudará na luta por sua efetivação na prática. Assim, espera-se que os textos reflexivos sobre os artigos e as atividades realizadas possam contribuir para a fixação do seu aprendizado.

Nesse sentido, há a compreensão de que, nesse formato, haverá aprendizado e a possibilidade de reduzir a violação de direitos do grupo envolvido.

 

Você pode adquirir a cartilha clicando neste link: https://drive.google.com/file/d/1vMzOtSOA9sQtBgOvGxrAj59MU9nB4NlP/view 

Ou pelo nosso próprio site. Como está no nosso site de livros, é só clicar em « comprar » aqui embaixo para realizar o download, mas não se preocupe, o site não pede nenhuma informação de pagamento!

Cartilha: Fake News

R$ 0,00

Elaboração: Educamídia 60+ (Instituto Palavra Aberta)

 

Como está no nosso site de livros, é só clicar em « comprar » aqui embaixo para realizar o download, mas não se preocupe, o site não pede nenhuma informação de pagamento!

Cartilha: Golpes na Internet

R$ 0,00

Elaboração: Educamídia 60+ (Instituto Palavra Aberta)

 

Como está no nosso site de livros, é só clicar em « comprar » aqui embaixo para realizar o download, mas não se preocupe, o site não pede nenhuma informação de pagamento!

Cartilha: Introdução ao mundo conectado

R$ 0,00

Elaboração: Educamídia 60+ (Instituto Palavra Aberta)

 

Como está no nosso site de livros, é só clicar em « comprar » aqui embaixo para realizar o download, mas não se preocupe, o site não pede nenhuma informação de pagamento!

Cartilha: O Universo da Informação

R$ 0,00

Elaboração: Educamídia 60+ (Instituto Palavra Aberta)

 

Como está no nosso site de livros, é só clicar em « comprar » aqui embaixo para realizar o download, mas não se preocupe, o site não pede nenhuma informação de pagamento!

Cartilha: Quem sou eu nas redes sociais

R$ 0,00

Elaboração: Educamídia 60+ (Instituto Palavra Aberta)

 

Como está no nosso site de livros, é só clicar em « comprar » aqui embaixo para realizar o download, mas não se preocupe, o site não pede nenhuma informação de pagamento!

E-book: Envelhecimento com Dependência – Cuidados e Cuidadores de Idosos

R$ 9,90

 

Este livro apresenta um corpo de conhecimentos originados das dissertações e teses orientadas pela Dra. Úrsula Karsch, querida amiga, que nos deixou muito cedo, sob meus veementes protestos. Tanto mais a contribuir! Uma partida prematura, diante da grandeza da sua obra. Ficam as memórias da profissional competente e comprometida, da pesquisadora astuta, atenta ao detalhe, inquisitiva. Da professora dedicada, exigente, mas sempre acolhedora. Da mulher cosmopolita, pioneira e na vanguarda de seu tempo. De sua presença forte e marcante. Sobretudo, ficam-me as memórias de nossa amizade. Ficam as lembranças de reuniões e projetos no Brasil e no exterior. Lembranças de seu senso de humor sofisticado, de sua sensibilidade… de seu carisma. Este grupo de pesquisadores/autores do Grupo de Pesquisa Epidemiologia do Cuidador da PUCSP, sob sua coordenação durante 15 anos, tornam seu edificante trabalho, um legado de valor inestimável na área do Envelhecimento Humano sob a perspectiva multifocal e interdisciplinar: saúde, políticas públicas, família e sociedade, humanismo e legislação, são alguns dos temas que se fazem presentes nesta obra. Parabéns, Úrsula Karsch! Fica-me a certeza do compartilhamento por tantos dos seus ideais e ideias postos nesta importante publicação.

Alexandre Kalache

E-book: Fios da meada e Colcha de Retalhos (2 X 1)

R$ 9,90

DOIS LIVROS EM UM: FIOS DA MEADA E COLCHA DE RETALHOS

Há muito tempo Cremilda e eu projetávamos escrever um livro a quatro mãos que não seguisse o modelo dos inúmeros trabalhos assinados por ambos sem fronteiras de autoria. Surgiu assim a ideia de reunir em um só volume duas obras ao mesmo tempo autônomas e inseparáveis. Que não se tocam, mas se comunicam como círculos concêntricos em um espelho d´água. Ou como os fios da meada se entrelaçam na colcha de retalhos.

Colcha de Retalhos apresenta artigos, crônicas e ensaios em 170 páginas, enquanto Fios da Meada traz textos saborosos, férteis reflexões a partir de obras com as quais Cremilda dialoga ao longo de 200 páginas.

Sinval inicia seu livro com a pergunta: qual é o lugar da literatura? E recorre a Balzac em busca de respostas:

Reza a lenda que a mãe de Balzac, ao ver o filho desistir da advocacia para se tornar escritor teria dito que a literatura não lhe garantiria o futuro, ao que ele respondeu: Minha senhora, a literatura não é profissão, literatura é destino.

Os textos aqui reunidos expressam minha visão sobre a arte de contar histórias, que pratico desde que me entendo por gente.

Cremilda Medina, além de orientar alunos na ECAUSP, dirige oficinas de escrita para uma turma de frequentadores da USP60+, oferecidas no CEUMA – Centro Universitário Maria Antônia e oferece um curso de narrativas no Espaço Longeviver, na sede do Portal do Envelhecimento (https://www.portaldoenvelhecimento.com.br/narrativas-de-cremilda-medina-no-portal-do-envelhecimento/)

Saiba mais sobre Cremilda Medina acessando o link https://revistalongeviver.com.br/index.php/revistaportal/article/view/810/869

E-book: Intergeracionalidade – Cartas na Mesa

R$ 9,99

 

Atividades, projetos e programas intergeracionais têm se multiplicado dentro e fora do Brasil desde os anos 90. Partem da percepção que a aproximação de velhos e jovens pode se constituir como resposta ao distanciamento, ou até mesmo aos conflitos, entre gerações. Comumente compostas por atividades lúdicas e culturais, essas ações são voltadas para a coeducação e a solidariedade etária, mas também podem ocorrer em trabalhos voluntários e militantes, adquirindo mais fortemente um caráter político. Nesse caso, podemos ter gerações trabalhando ombro a ombro em prol da comunidade, como é o caso das comissões intergeracionais em programas comunitários, como os que ocorrem com mais frequência em países como Inglaterra e Alemanha. O tempo dirá sobre a eficácia de tais iniciativas.

O ideal é que no futuro, ações dessa natureza não sejam mais tão necessárias, na medida em que recuperarmos o vigor da vida comunitária (se o recuperarmos). As perspectivas desses programas são promissoras, ajudam a aproximar pessoas, diminuindo a desconfiança, a prevenção, o preconceito. Mas é preciso reconhecer que tais programas não são panaceias, pois não têm o poder de revolucionar as relações sociais. É preciso lembrar que as dificuldades do diálogo intergeracional devem ser compreendidas no contexto maior das relações humanas no mundo em que vivemos. Portanto, em última instância, o bom convívio entre pais e filhos, avós e netos, enfim, de velhos e moços dentro e fora de uma família, depende da transformação das estruturas econômicas e de suas superestruturas políticas. Inegavelmente, tal processo de transformação passa pela educação das novas gerações, desde a mais precoce idade.

E-book: O Cuidador do Idoso em ILPI

R$ 9,90

Esta obra constitui o resultado de uma inquietação construída ao longo de anos de vivência junto a idosos institucionalizados, resultando em transformações significativas na vida da autora. Margherita de Cassia Mizan trabalhou 14 anos em uma ILPI (Instituição de Longa Permanência para Idosos) e segue, como autônoma, atendendo este público fragilizado, totalizando mais de 20 anos de interação com idosos e cuidadores.

 

Este livro é resultado da sua dissertação de mestrado, defendida na PUCSP, e da sua experiência prática e teórica como psicóloga e professora convidada das especializações em Gerontologia e Cuidados Paliativos do Hospital Israelita Albert Einstein.

 

O aumento da população idosa trouxe consigo a longevidade e, por conseguinte, necessidades específicas e essenciais para que esta população tenha uma sobrevivência digna. Ficar mais velho, longevo, para alguns indivíduos pode significar a impossibilidade de autogestão, gerando uma dependência frente a terceiros. É possível perceber diferentes velhices que se apresentam, sendo aquela com dependência o ponto central deste livro. As formas de existência com dependência necessitam de dispositivos de apoio que garantam uma existência satisfatória até o perecimento; o cuidador de idosos pode ser considerado um desses dispositivos, assim como as Instituições de Longa Permanência para Idosos – ILPIs.

 

Este trabalho elegeu como cenário a ILPI e, como um de seus atores, o cuidador de idoso. Busca-se, então, explorar a relação que se estabelece entre o idoso e seu cuidador, os aspectos subjetivos desta relação, haja vista ser precisamente este profissional que garante, através dos cuidados básicos, a manutenção de uma vida digna e com qualidade para os idosos que residem em uma ILPI, produzindo uma delicada e essencial relação de cuidado.

E-book: O Envelhecer Diante da Ameaça de Morte e do Desejo de Vida

R$ 9,90

Ao nos vermos diante da morte e ao mesmo tempo desejando a vida, nos deparamos com o silêncio do Divino. Chamamos, mas ninguém responde. É quando nos percebemos finitos, com nossos respectivos prazos de validade prontos para, a qualquer momento, expirar.

Luciana Mussi, doutora em Psicologia Social pela PUCSP, apresenta esta reflexão no seu novo livro: O Envelhecer Diante da Ameaça de Morte e do Desejo de Vida: uma reflexão Bergmaniana.

O livro mergulha no documentário A Ilha de Bergman, no qual o diretor, Ingmar Bergman, aos 88 anos, revê sua vida e reflete sobre os mais de 60 anos dedicados ao cinema.

A autora recorre também às reflexões do filósofo romana Cícero sobre o envelhecer e a trajetória de transformação da deusa grega Deméter para questionar se o remédio para as dores da vida sentidas na velhice particular de cada um seriam suas lembranças.

Quem curte cinema, estuda e se preocupa com o envelhecer, encontrará neste livro uma leitura leve, agradável, intimista e profunda, pois o cinema, entre todas as artes, de acordo com o filósofo francês Edgar Morin, é a que mais se aproxima da experiência humana e de suas questões existenciais como vida e morte.